2º Festival de Violão Cristina Tourinho vai até Sábado

 

 

Tem seguimento nesta sexta-feira e realiza-se até sábado a segunda edição do Festival de Violão Cristina Tourinho. Com direção artística do violonista e produtor Vladimir Bomfim e do Prof. Dr. Robson Barreto, o Festival tem caráter artístico, acadêmico e de extensão, mesclando encontros musicais, palestras, recitais, workshop e concertos, pelo que converteu-se na mais nova ferramenta de fomento às produções violonísticas da Bahia, com entrada franca, sendo uma realização da UFBA, com apoio do Governo do Estado da Bahia e IPAC, através do Museu de Arte da Bahia, além do Instituto Federal da Bahia.
 
O Festival principiou suas atividades formativas quinta-feira última, na Escola de Música (EMUS) da UFBa (Canela), com duas palestras. A primeira versou sobre "Direito Autoral na Música e Reflexões sobre a (des) importância da OMB", e foi proferida por Rodrigo Morais. A segunda explanação focou o “Ensino Coletivo de Violão: retrospectiva dos últimos dez anos no Brasil”, e foi feita por Marcelo Brazil. Em seguida, o público desfrutou o recital de Diego Esteves e Afonso Celso, prenunciando o Concerto de Abertura do Festival, às 20h, que coube ao multi-instrumentista, regente e compositor João Omar, que, no Museu de Arte da Bahia (MAB), lançou seu mais novo CD, “Ao Sertano”, com peças para violão de Elomar Figueira Mello. 

Um encontro com João Omar tomará lugar nesta sexta-feira, na EMUS, das 14 às 15:40h, na sala 102, após a correlata palestra de Yuri Barreto, intitulada “A Obra de Elomar Figueira Mello: algumas considerações”, de 10 às 12h no mesmo local, onde, das 16 às 17h, Diego Samarcos e Lierbeth Prata oferecerão um recital. A programação do dia se encerra com a apresentação do virtuose violonista Mario Ulloa, na Igreja do IFBA (Canela), às 19h. 

 

Encontros inéditos e confraternizações ficaram reservados para o terceiro e último dia do evento, além do Workshop de Técnica Instrumental Aplicada à Música de Câmara, de 10 às 12h, à sala 102 da EMUS, e do aguardado Concerto de Encerramento do Festival, programado para as 16h do sábado, no MAB, quando os jovens da surpreendente Orquestra de Cordas Dedilhadas NEOJIBA dividirão o palco com a impressionante Orquestra de Violões da UFBA, descortinando um programa de Caymmi a Ivan Bastos, Antônio Vivaldi e Villa-Lobos, sob a regência de Vladimir Bomfim, com convidados especiais. 

 

Sobre a Homenageada

 

Pesquisadora, instrumentista e docente na UFBA desde a década de 80, reconhecida no Brasil e fora dele, Cristina Tourinho tem atuado de maneira intensa e inovadora na pesquisa sobre a pedagogia no ensino de música e do violão, com uma atenção especial para o ensino coletivo e o ensino à distância. É convidada regularmente como palestrante em Festivais de diversos países e é banca examinadoras das principais instituições do Brasil.